3 dicas para escolher uma boa exchange

Certamente você utiliza diversas técnicas para decidir qual a melhor exchange para você. Embora haja muitas exchanges no mercado, nem todas oferecem a segurança que você precisa para não perder seus recursos.

Verificação KYC

Logo após a declaração de Imposto de Renda, o KYC é um dos assuntos mais polêmicos do meio blockchain. Será que ele é realmente um mal necessário? Essa pergunta apenas você pode responder, pois, ele é bem individual. Contudo, no ponto de vista de uma exchange essa é uma realidade que muitas vezes não dá para fugir.

A corretora precisa saber se o cliente não está fazendo uma lavagem de dinheiro, apresentando documentações falsas ou de terceiros, pois precisa evitar problemas com os reguladores. Ademais, as exchanges buscam evitar o dinheiro fiduciário ilícito. Para isso possuem uma equipe de indivíduos que realiza várias verificações dos novos operadores para identificar que eles não estão envolvidos de nenhuma maneira nas atividades de lavagem de dinheiro para criminosos.

Em suma, se você é um usuário que deseja se manter fora do lado negro ainda visto nos ativos digitais, precisa verificar se a exchange escolhida tem um KYC rigoroso, pois caso contrário ela pode ter seus fundos bloqueados porque é centralizada e o governo consegue através de ordem judicial parar as atividades da corretora.

Auditores independentes

Apesar de haver demanda no mercado, muitas exchanges ainda não realizam uma auditoria externa. Essas auditorias são necessárias, pois provam se as bolsas têm de fato os valores que afirmam ter.

Uma das exchanges que busca seguir esse padrão é a Gemini. No início de 2019, ela fez uma verificação completa pelos auditores da Deloitte. Conforme observado no comunicado da empresa, os auditores revisaram a integridade e a privacidade dos mecanismos com base nos controles de sistema e organização.

Essa etapa é sem dúvida muito importante para qualquer empresa que ainda é centralizada. Somente com uma auditoria independente você tem a certeza de que seus fundos estão armazenados com segurança. Note que exchange não é carteira. Embora ela faça auditoria, seus fundos devem permanecer com você e o único valor a ser deixado na corretora é o de seu trading.

Volumes de negociação

Certamente muito dos volumes de negociação das exchanges são manipulados. De acordo com os dados do The Tie as bolsas conseguem manipular 90% do seu volume de negócios. Além disso, temos a Bitwise e a Blockchain Transparency Institute chegando na mesma conclusão.

Apesar de não podermos afirmar se essas empresas estão apresentando os dados corretamente, é sempre aconselhável optar pela corretora de menor risco. Ou seja, as mais consolidadas no mercado e com uma reputação boa de seus clientes e com fundadores respeitáveis.

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *