A UNICEF começa a aceitar doações de bitcoin!

junte-se a revolução smartcash

 

A UNICEF deu um passo à frente na adoção de criptomoedas, aumentando sua aceitação de doações de Bitcoin (BTC). A iniciativa vem com o propósito de financiar a tecnologia de código aberto que poderá beneficiar jovens e crianças em todo o mundo.

De acordo com um comunicado de imprensa de 8 de outubro, o órgão internacional optou por permitir que o Fundo Internacional de Emergência para Crianças das Nações Unidas (UNICEF) receba dinheiro em criptomoeda.

Foi constituída uma parceria com a Ethereum Foundation, este último também fazendo uma doação inicial através do Comitê Nacional Francês do órgão. 

De acordo com o comunicado de imprensa, o esquema acolherá o financiamento em duas criptomoedas: Bitcoin e Ethereum. 

Em uma etapa incomum, a UNICEF diz que não converterá os fundos recebidos em moedas fiduciárias. Em vez disso, ele os armazenará e distribuirá em sua forma original. 

Comentando a decisão, a diretora-executiva da UNICEF, Henrietta Fore, chamou o plano de “um empreendimento novo e emocionante”.

Se as economias e moedas digitais têm o potencial de moldar a vida das próximas gerações, é importante que exploremos as oportunidades que elas oferecem”, continuou ela. 

“É por isso que a criação do nosso Fundo de Criptomoeda é um passo significativo e bem-vindo no trabalho humanitário e de desenvolvimento.”

A Ethereum Foundation já delineou quatro beneficiários de suas doações, incluindo três donatários do fundo de inovação da UNICEF e um projeto para dar acesso à internet às escolas. Além disso, concedeu três ‘startups’ (Prescrypto, Atix Labs e Utopixar) – “que trabalham nas áreas de rastreamento de prescrição, combinando investidores e aqueles que precisam de financiamento e tokens e engajamento da comunidade”.

Juntamente com a UNICEF, estamos agindo com o Cryptofund para melhorar o acesso a necessidades, direitos e recursos básicos”, disse a diretora-executiva Aya Miyaguchi.

Nosso objetivo é apoiar a pesquisa e o desenvolvimento da plataforma Ethereum e aumentar a comunidade daqueles que se beneficiam de uma tecnologia que melhorará inúmeras vidas e indústrias nos próximos anos”

Embora não tenham divulgado o valor das doações, a Ethereum Foundation recentemente disse que enviou 100 ETH (por volta de US$ 18.000) para o órgão internacional.

A UNICEF já havia começado a experimentar doações de criptografia no ano passado. O posto avançado francês decidiu aceitar nove tokens diferentes, que seguiram outras iniciativas relacionadas a criptografia.

A medida para evitar a conversão para moeda fiduciária ocorre, no entanto, em um momento oportuno. Nos últimos meses, vários casos de alto nível de operadores de pagamento atrasando ou negando doações devido a políticas internas provocaram alvoroço entre os consumidores.

Entre eles, havia um pagamento de US$ 100.000 para uma instituição de caridade que ajudava a combater os incêndios na Floresta Amazônica, cujo processador BitPay supostamente parou devido às configurações da conta da instituição. 

A prática padrão entre as organizações que recebem pagamentos por criptomoeda envolve converter instantaneamente todo ou parte do dinheiro em moeda fiduciária. A política visa evitar volatilidade no mercado, que, no entanto, diminuiu significativamente nos últimos anos.

Com a aceitação de doações da UNICEF com os criptoativos, é notável que há cada vez mais a aceitação das moedas virtuais no mundo todo. Por meio de doações e caridade, as criptomoedas vem demonstrando cada vez mais que são capazes de contribuir para uma sociedade mais justa e próspera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *