Bancos centrais no mundo buscam adotar o sistema de criptomoedas!

junte-se a revolução smartcash

 

Com a popularização cada vez maior do sistema de criptomoeda, instituições públicas e privadas buscam desenvolver projetos nessa nova tecnologia. Em um artigo anterior, abordamos o projeto Libra que pertence ao Facebook e todas as dificuldades que a empresa está passando para colocar seu projeto em prática.

Mas não é somente as grandes corporações que tem o intuito verdadeiro de fazer parte desse mercado. Recentemente, o Banco Central da China anunciou que desenvolverá um projeto de moeda virtual muito semelhante ao projeto de Mark Zuckerberg.

De acordo com Mu Changchun, vice-diretor do departamento de pagamentos do Banco Popular da China (PBoC), a China vem desenvolvendo esse projeto para proteger sua “soberania monetária e status legal da moeda”. Além disso, ele afirma que o PBoC tem a preocupação para com toda a população por temer que as empresas privadas que emitem suas próprias moedas virtuais venham a falir e, portanto, a lesar os usuários.

O funcionário ainda diz que a moeda está pronta após cinco anos de desenvolvimento e poderá ser usada sem conexão de internet. Ele finaliza dizendo que a arquitetura do projeto não dependera única e exclusivamente da tecnologia blockchain.

Outro banco central que está cogitando adotar o modelo de criptomoeda é o americano. O Federal Reserve (Fed) estuda maneiras de viabilizar o projeto de transformar o dólar em moeda digital.

Dois legisladores americanos, o representante French Hill (R-Arkansas) e o deputado Bill Foster (D-Illinois) enviaram uma carta ao presidente do Fed, Jerome Powell dizendo que “a natureza do dinheiro está mudando”, e o Fed tem a capacidade e o papel natural de desenvolver uma “moeda digital nacional”.

Os congressistas ainda afirmam preocupação com o dólar americano e o “risco a longo prazo” devido à amplitude que o sistema de criptomoeda está atingindo. Eles citam um estudo do Banco de Pagamentos Internacionais (BIS), aonde diz que mais de 40 países desenvolveram ou estão pensando em desenvolver uma moeda digital. Na mesma carta eles citam o exemplo do Banco Central da China que já está com o seu projeto pronto para lançar até 2020.

“Com o potencial de as moedas digitais assumirem ainda mais as características e a utilidade do papel-moeda, pode se tornar cada vez mais imperativo que o Federal Reserve assuma o projeto de desenvolver uma moeda digital em dólar”, disseram ambos.

Além do exemplo da China, os dois congressistas citam o projeto Libra do facebook dizendo que as empresas privadas que desenvolvem suas próprias moedas correm grandes riscos e que isso poderia afetar a política monetária de todo o território nacional.

A verdade é que Hill e Foster estão buscando respostas de Powell sobre uma série de perguntas, incluindo se o Fed está atualmente explorando o desenvolvimento da moeda digital e se há algum plano para as moedas fiduciárias digitais ganharem força.

Já em uma conferência bancária recente, o presidente do Federal Reserve Bank da Filadélfia, Patrick Harker, disse acreditar que é “inevitável” que os bancos centrais comecem a emitir moedas digitais. “Acho melhor começarmos a entender o assunto” disse Hacker respondendo às perguntas sobre a decisão do Fed de desenvolver um sistema de pagamento em tempo real.

Sendo assim, podemos afirmar que existe sim um movimento dos órgãos públicos com a clara intenção de adentrar ao modelo de critpoativos. Se terão a mesma aderência ao modelo já consolidado e descentralizado que o bitcoin e todas as criptomoedas possuem, somente o tempo poderá ajudar a responder essa pergunta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *