Bitcoin e Dow Jones despencam. Passamos por mais uma quinta-feira sangrenta?

Certamente você deve ter levado um susto ontem (11) quando o Bitcoin sofreu uma queda de 10%. Aliás, essa já é a segunda vez em junho que o criptoativo tem uma caída dessa em apenas um dia. Contudo, não foi apenas o BTC que caiu. Dow Jones também passou por um momento de queda significativa.

Enquanto o Bitcoin saia de US$10.500 para US$9.012, Dow Jones teve uma perda de 6.90%. Isso mostra como o principal criptoativo está se moldando com o mercado tradicional. No crash de março, o Bitcoin seguiu o mesmo caminho do mercado de ações e chegou a ser negociado abaixo de US$5.000.

Será mesmo que Bitcoin e Dow Jones estão correlacionados?

Embora o criptoativo tenha caído após o índice falhar em 3%, especialistas acreditam que não se pode relacionar os dois mercados. É provável que o que tenha desencadeado essa queda do BTC no curto prazo seja apenas a incerteza da classe de ativos digitais. Além disso, o Bitcoin não foi o único ativo de armazenamento de valor que caiu. Apesar de ter passado por uma pequena queda, o ouro falhou em 1% no mesmo período.

O que pode realmente estar afetando o preço do Bitcoin?

Os contratos longos no mercado futuro passaram por uma grande liquidação. Os traders estão alavancando em torno de 125x. Ou seja, as chances de recuo do BTC no curto prazo está enorme. De fato, o mercado futuro está impactando negativamente o preço do Bitcoin.

Ademais, os mineradores também estão liquidando o criptoativo desde o halving do mês passado. Isso porque a recompensa que eles recebem foi cortada pela metade. Como resultado, a lucratividade dos mineradores também caiu. Quem minerava Bitcoin antes do halving está vendendo para não ficar tão no prejuízo. De acordo com os dados do ByteTree, os mineradores estão vendendo mais BTC que mineram diariamente.

Para onde irá o preço do Bitcoin?

Como esse mercado é bastante volátil, não dá para dizer o local exato do preço do criptoativo. Todavia, vemos que o suporte em US$9.100 e US$9.300 está forte. Segundo o trader Michael van de Pope, o Bitcoin tem uma tendência otimista no curto prazo. Conforme observado por Pope, se o BTC conseguir quebrar o nível de US$10.500, o próximo passo será de US$12.000.

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *