Bitcoin pode se tornar moeda legal nos EUA

Em 2021, vimos o bitcoin chamar atenção ao lado de El Salvador. Afinal, o criptoativo  tornou-se uma moeda legal pela primeira vez em um país. 

Além disso, logo no início de 2022, o presidente da pequena nação da América Central, Nayib Bukele, disse que mais dois países iriam adotar  BTC para trocas de valores. 

Bukele não informou quais países iriam caminhar nessa direção, mas a expectativa do mercado é que essa adoção seja feita por locais emergentes.

Sendo assim, a América do Sul se tornou o polo de esperança para essa legitimação. Todavia, o BTC pode se tornar moeda legal na principal economia do mundo, os Estados Unidos.

Apesar de as leis nos EUA serem bem livres, com cada estado tendo o seu poder, o país pode ser o próximo a ver uma adoção do bitcoin como moeda legal. 

Bitcoin, a moeda dos EUA. Será isso possível?

Uma senadora republicana do Arizona deseja tornar o criptoativo primário uma moeda legal do estado americano. 

A política Wendy Rogers apresentou muitos projetos de lei relacionados ao BTC nas últimas semanas, essa lista  incluiria o ativo digital como legal no estado. 

Além disso, Rogers mostrou um projeto de lei que permitiria que o governo estadual, bem como os governos de qualquer condado, cidade, vila e distrito escolar no Arizona, pagassem aos funcionários em moeda digital, se solicitados.

Já seu terceiro projeto de lei faria com que fosse proibido que qualquer órgão governamental no estado impedisse  as pessoas de usar meios de troca mutuamente acordados. 

Esse acordo incluiria as criptomoedas. 

Não podemos deixar de mencionar o quarto ponto. Nesse projeto, cidades e vilas não poderiam impor impostos ou taxas sobre o uso da tecnologia blockchain por qualquer pessoa ou entidade.

 No quinto projeto, as moedas digitais estariam livres dos impostos sobre a propriedade.

Leia também: O que as baleias de bitcoin têm feito nessa queda?

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *