Como a Cardano tem se preparado para entrar nos contratos inteligentes?

A IOHK, empresa de pesquisa e desenvolvimento de blockchain por trás da Cardano, e a Startup MuKn anunciaram que estão realizando uma parceira. Como resultado dessa formação, as empresas irão trazer a linguagem de programação Glow para a rede da Cardano. Em suma, essa linguagem permitirá a qualquer pessoa escrever aplicativos baseados em blockchain e implantá-los na altcoin.

Inicialmente, o Glow está sendo lançado na rede de desenvolvedores Ethereum Virtual Machine (EVM) da Cardano. Esse ambiente foi criado para que os desenvolvedores do ETH utilizem o Solidity, linguagem de programação de contratos inteligentes da principal altcoin, na implementação desses contratos para testes.

Além disso, é importante apontar que a compatibilidade da Glow e EVM permitirá que os desenvolvedores escrevam aplicativos descentralizados com um número menor de linhas de código. Ou seja, será possível reduzir e simplificar o processo de desenvolvimento.

“Escrever um DApp é a coisa mais difícil de fazer, porque você não pode cometer erros. Erros podem significar uma perda significativa de fundos do usuário, com adversários ativos procurando por eles. As ferramentas de desenvolvedor existentes não estavam à altura da tarefa de criar DApps seguros neste ambiente adversário, então MuKn decidiu criar essas ferramentas com Glow. A IOHK é um grande parceiro para nós porque ambas as empresas se baseiam no princípio de pensar a longo prazo, e não no que só funciona hoje. Queremos construir em pedra, não em areia movediça”, disse François-Rene Rideau, cofundador do MuKn.

Mais benefícios da linguagem

Logo após a implementação linguagens de programação na rede da Cardano, os desenvolvedores poderão, de fato, aproveitar taxas baixas para realizarem seus contratos inteligentes na rede do criptoativo. Ademais, desfrutarão da segurança formalmente verificada e velocidades mais rápidas que as observadas no ETH.

Não podemos deixar de apontar que o Glow é portátil. Sendo assim, não ficará apenas no Ethereum e Cardano, altcoins que a linguagem funciona atualmente. A equipe por trás da linguagem pretende levá-la a outros blockchains. Ou seja, após a criação do aplicativo descentralizado, ele não ficará apenas em uma rede, poderá ser enviado para qualquer blockchain. Dessa maneira, os desenvolvedores não ficarão limitados a uma linguagem de programação, mas poderão escolher uma rede baseada em seu método.

“A interoperabilidade é o foco principal da IOHK. Acreditamos que a adoção de blockchain pelo mainstream será impulsionada pela indústria, fornecendo ampla compatibilidade, quebrando barreiras entre blockchains individuais e suas linguagens de programação nativas, permitindo a integração de uma ampla gama de desenvolvedores. É por isso que linguagens como Glow são uma peça tão importante do quebra-cabeça Cardano”, apontou Aparna Jue, Diretora de Produto da IOHK.

Leia também:  Venezuela lançará um bolívar digital?

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *