Como anda o projeto de criptomoeda do facebook? Mais informações aqui!

junte-se a revolução smartcash

 

Em junho/2019, o facebook anunciou um projeto de criptomoeda para facilitar as transações financeiras em todo o mundo. Conhecida como Libra, a ideia principal é dar uma maior dinâmica nessas transações por meio de mensagens entre os aplicativos de dispositivos moveis.

Contudo, surgiram notícias que mostram toda a dificuldade que a empresa está passando para colocar o seu projeto em prática. Além disso, o facebook está passando por sanções pesadas em relação à segurança pública dentro do território americano e britânico.

Recentemente, a polícia do Reino Unido estaria formando um tratado com o governo americano para ter acesso às mensagens criptografadas de “ponta-a-ponta” com o intuito de promover uma maior segurança combatendo crimes graves como pedofilia e terrorismo. Vale lembrar que em março/2019, o CEO do facebook, Mark Zuckerberg, havia se comprometido totalmente com a criptografia das mensagens de todo o seu complexo de rede social, incluindo Whatsapp, Instagram, Messenger e o próprio Facebook.

O tratado, inclui investigar pessoas que estão no território americano e britânico a fim de assegurar a segurança nacional dos 2 países. Há um grande pedido do governo do Reino Unido para que Zuckerberg possa criar “portas traseiras” a fim de auxiliar as agências de inteligência a obterem as mensagens quando necessárias.

Em função disso, o facebook acabou gerando desconfiança sobre a sua capacidade de lidar com informações sigilosas. Manter informações importantes de maneira confidencial, é essencial para oferecer o serviço de criptomoedas eficiente que garanta a satisfação dos usuários.

Portanto, as grandes operadoras de pagamento que operam no mundo todo, estão se recusando a participar do projeto Libra. Visa, Mastercard, PayPal e Stripe, todas participantes-chave no movimento tradicional e na transmissão de dinheiro nos mercados financeiros regulamentados, buscam manter relações positivas com os principais reguladores que expressaram sérias reservas sobre Libra. Esses reguladores são críticos para o sucesso da operação de empresas de transmissão e pagamentos de dinheiro.

De acordo com a Bloomberg, os executivos das empresas de pagamentos cresceram preocupados com o manuseio de dados e privacidade do Facebook. Os executivos também acreditam que o Facebook exagerou no nível de suporte e conforto exibido pelos reguladores em todo o mundo.

Apesar dessas informações, existem relatórios afirmando que o desenvolvimento tecnológico da Libra da está avançando de maneira rápida, o que leva a acreditar em seu bom desempenho no futuro em relação a sua capacidade de manter níveis de segurança satisfatórios. Mark Zuckerberg também aparenta ter uma grande preocupação com questões de segurança ao nível internacional e pretende, por meio do seu projeto de criptomoeda, colaborar para garantir a segurança da sociedade atual.

“Há muitas questões importantes que precisam ser tratadas para impedir a lavagem de dinheiro, impedir o financiamento de terroristas e pessoas com quem os diferentes governos dizem que você não pode negociar. Existem muitos requisitos para saber quem são seus clientes. Já focamos muito na identidade real, especialmente no Facebook, então ainda precisamos fazer mais para ter esse tipo de produto”, disse Zuckerberg.

Ainda que exista a preocupação com a segurança da sociedade, o projeto ainda é uma grande incógnita. Não se sabe ao certo que tipo de regulamentação poderá surgir para garantir níveis de segurança que possam atender à necessidade pública. Portanto, há ainda uma grande desconfiança sobre o projeto e, em função disso, instituições que poderiam fazer parte da Libra, ainda demonstram ceticismo sobre o real valor que essa criptomoeda possa entregar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *