Djed, stablecoin algorítmica da Cardano, faz 35 novas parcerias

Stablecoins são tokens utilizados pelos investidores que buscam estabilidade e uma forma de guardar capital para que possam investir em criptomoedas voláteis no momento que julgarem certo. Ativos estáveis como USDT e USDC são os mais procurados no meio blockchain. No entanto, stablecoins algorítmicas também têm chamado a atenção e uma delas é a Djed, ativo no blockchain Cardano em colaboração com a rede COTI.

O USDT, principal stablecoin por capitalização de mercado, funciona da seguinte forma: ele detém o montante de dólares e títulos correspondente com os ativos em circulação. Dessa forma, se há 65 bilhões de unidades de USDT no mercado, sua emissora precisa ter US$65 bilhões detidos para que esses ativos sejam respaldados. 

Por outro lado, o Djed tem seu valor mantido estável por um design algorítmico. Ele aproveita o design de contrato inteligente no blockchain Cardano para manter o seu preço o mais próximo possível de US$1. Para conseguir isso, Djed tem uma reserva de moedas-base enquanto extrai e queima outros ativos estáveis e moedas de reserva para conter as flutuações.

Djed possui duas versões:

Versão 1: será projetada apenas para servir como meio de troca

Versão 2: contrato inteligente que usa um modelo de precificação contínua e taxas dinâmicas para reagir mais rapidamente a eventos externos. 

Será a última versão que irá garantir um nível ideal de reservas e fornecer mais segurança ao executar operações complexas, como transações do DeFi, por exemplo.

Além disso, o blog da COTI apontou que a Djed se destina a eventualmente servir como a principal moeda usada para pagar todas as taxas de transação da rede da Cardano.

Djed tem atraído novas parcerias

Apesar do colapso da stablecoin algorítmica da Terraform Labs, o mercado tem dado um voto de confiança para o Djed. Só para exemplificar,  a equipe COTI compartilhou que a stablecoin viu 35 novas parcerias antes do lançamento da rede principal.

Esse movimento pode ter sido impulsionado com a aproximação do hard fork Vasil que possibilitará que a Djed seja implantada em breve na rede principal, ao lado da auditoria final.

A atualização está prevista para acontecer na última semana deste mês (julho). O grande intuito do Vasil é melhorar a escalabilidade e a segurança da principal concorrente do Ethereum. Sendo assim, ele conseguirá fornecer a escalabilidade e a segurança que a stablecoin precisa para ser executada.

Uma das parcerias mais notórias deste desenvolvimento foi com a Astarter, hub de infraestrutura DeFi na Cardano. A Astarter utilizará o Djed para adicionar pares de mercado estáveis ​​nativos na concorrente Ethereum para negociação de ativos altamente líquidos na Astarter Decentralized Exchange (ADEX). 

Leia também: Alta da Polygon (MATIC) é sustentável?

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *