Dólar desvalorizando e mineradores correndo para acelerar o halving do Bitcoin. Para onde irá o preço da criptomoeda?

Enquanto o dinheiro fiduciário ao redor do mundo vai perdendo o valor, o halving do Bitcoin vai se aproximando. O criptoativo terá sua emissão reduzida pela metade. Em contrapartida, os EUA não para de imprimir dólares. Isso pode impactar de maneira positiva o preço do criptoativo rei. De fato, a expectativa para a terceira redução do BTC é enorme. Só para exemplificar, o termo “halving do Bitcoin” excedeu 300% as pesquisas do Google de 2016.

De acordo com a fala de Charlie Shrem na Blockchain Week, o impulso do criptoativo em relação à impressão excessiva de dinheiro será grande. Shrem acredita que o BTC pode ultrapassar US$100.000 não apenas por conta do aumento natural de seu preço, mas a desvalorização do dólar contribuirá para isso.

Apesar de toda a volatilidade do Bitcoin, Shrem acredita que o criptoativo pode desempenhar o papel de porto seguro. Na Venezuela, por exemplo, o BTC já está sendo procurado pelos moradores locais. Mesmo que os volumes no país sul-americano sejam pequenos, eles não param de crescer. Todavia, a diminuição do valor do dólar ainda não significa uma alta clara para o criptoativo. A moeda americana ainda é o dinheiro mundial e os indivíduos se apoiam nela como um grande refúgio.

Enquanto vê um Bitcoin em destaque, Shrem acredita que não há esperanças para o mercado de ações. Shrem vê o S&P 500 e os demais mercados como algo totalmente manipulável pelo governo. Semelhantemente, o mercado de criptoativos também é manipulável. Contudo, Shrem confia que os preços atuais são reais.

A corrida para o halving do Bitcoin

De acordo com os dados do Blockchain.com, o tempo médio para a rede gerar novos blocos de Bitcoin diminuiu substancialmente. A saber, os blocos 629952 a 629961 foram extraídos em precisamente 47 minutos, significando que um bloco foi adicionado uma vez a cada 4,7 minutos. Além disso, o tempo médio de bloqueio hoje é de 5,3 minutos. Ontem esse período era de 13,2 minutos. Ou seja, os mineradores querem acelerar a todo o custo o halving.

Como resultado da redução, os mineradores ganharão apenas 6,25 BTC. Sendo assim, é natural que o preço do Bitcoin vá na direção contrária e aumente. Por essa razão, os mineradores estão com uma vontade desenfreada de ver o próximo halving. Conforme dito por Satoshi Nakamoto, se a oferta de Bitcoin cresce no mesmo passo que os indivíduos o utilizam, os preços continuam os mesmos. Para que não haja uma grande inflação e o preço do criptoativo busque zero, uma taxa constante é atualmente a melhor saída.

As próximas reduções farão do Bitcoin um ativo mais limitado no mercado de criptoativos até que sua emissão chegue a zero. Contudo, isso demorará para acontecer. Tecnicamente o Bitcoin não entrará mais no mercado apenas em 2140. Ou seja, você ainda tem muito tempo para entrar no criptoativo antes do verdadeiro Bull Market.

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *