ETH vai conseguir acompanhar o rally do Bitcoin ou será vencido por LINK e DOT?

Logo após o Bitcoin se destacar nesse comício de alta, os olhos foram voltados para a principal altcoin do mercado, o Ethereum. Sem dúvida, o criptoativo que perde apenas para o BTC por capitalização é o grande centro das atenções, pois o meio blockchain anseia pelo ETH 2.0.

Apesar de ser um dos ativos digitais mais importantes, seus problemas são gigantescos. Vitalik Buterin afirma que com a atualização de rede os problemas de escalabilidade e altas taxas desaparecerão. Todavia, com todos os adiamentos, para muitos, o lançamento parece algo do horizonte.

Certamente um dos principais problemas do Ethereum é sua adoção. A altcoin conseguiu ser uma dos criptoativos mais cobiçados e isso lhe rendeu o posto de número 1 nessa arena. Contudo, sua adoção no mundo real pode não ter atingido a marca esperada. Olhando para esse cenário, muitas altcoins surgiram e conseguiram de fato resolver o problema que o ETH 2.0 afirma que irá resolver. Só para exemplificar, temos Chainlink e Polkadot desfrutando de  uma adoção popular.

Chainlink

O Ethereum nasceu com o intuito de equipar os desenvolvedores de forma que pudessem construir aplicativos do mundo real no blockchain, a palavra-chave sendo descentralizada. Todavia, quem vem conseguindo fazer esse trabalho sem problemas é o oracle descentralizado, Chainlink. O projeto surgiu para fazer com que um oracle conecte seus dados off-line e contratos inteligentes de forma acessível e segura. Isso mostra que o intuito do Ethereum foi sufocado pela Chainlink que conseguiu fazer isso de maneira rápida e mais eficiente.

Polkadot

Embora tenha um tamanho menor que o do Etheruem, o Polkadot se tornou um grande competidor para a altcoin. Em suma, ele permite que dados arbitrários sejam transferidos através do blockchain. Isso além de torná-lo um forte competidor do Etheruem, faz com que seja um protocolo de rede poderoso.

Chainlink e Polkadot vs Ethereum

Logo após a alta do Bitcoin, o token LINK apresentou ganhos de 14,74% em 7 dias e o DOT cresceu US$8,33% no mesmo período. Enquanto isso, o ETH apresentou uma valorização de 8%. Além disso, no longo prazo, a principal altcoin pode não conseguir acompanhar a alta do BTC.

Essa deficiência do ETH pode refletir em seu mercado de derivativos. Durante a última semana, houve liquidações de compra de US$766k contra US$1,1 milhão no sell-side. Como resultado do aumento dos juros em aberto, as liquidações também podem aumentar. Os negociantes que estão comprados em ETH podem se surpreender com o que acontece a seguir, conforme concorrentes como LINK e DOT ganham espaço nas carteiras dos negociantes em um mercado altcoin lotado.

De acordo com os dados do Skew, nos últimos 7 dias, as liquidações de venda foram 70% maiores do que as liquidações de compra. No longo prazo, ambos os lados podem ver liquidações mais altas, a menos que os comerciantes vejam as questões pendentes com o lançamento do ETH 2.0 resolvidas. Enquanto isso, os ativos que já conseguem resolver as deficiências da altcoin ganham espaço.

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *