Ethereum Classic atinge alta histórica. Conheça a verdadeira história da criptomoeda

O mercado de criptoativos começa a mostrar sinais de recuperação ao ganhar 4% em capitalização na manhã desta segunda-feira (03). De fato, um dos grandes beneficiados dessa alta é o Ethereum Classic (ETC). No momento da escrita do artigo, o ativo digital conta com uma alta de 12% nas últimas 24 horas. Além disso, alcançou sua alta histórica ao conseguir ser negociado a US$50.19.

O início do Ethereum Classic

Se você ainda não sabe, o Ethereum Classic é a verdadeira versão do Ethereum. Apesar de o criptoativo que está na segunda colocação do mercado ter uma popularidade maior, ele é o fork que resultou do famoso hacker The DAO.

Em suma, a DAO, “Decentralized Autonomous Organisation” ou “Organização Autônoma Descentralizada”, é um sistema que imita a governança de uma empresa controlada por acionistas no blockchain Ethereum. Essa organização funciona a base de contratos inteligentes e os detentores da maior parte dos ativos são os que mandam. Atualmente, há diversas DAOs no mercado, como a PleasrDAO, por exemplo, mas a primeira foi lançada em 2016.

The DAO arrecadou US$150 milhões. Todavia, um hacker conseguiu roubar cerca de US$55 milhões ao explorar uma falha nos contratos inteligentes. Esse ataque mostrou que poderia existir uma ameaça à existência do Ethereum. Isso porque US$55 milhões era toda a capitalização da altcoin na época. Sendo assim, houve uma escolha para o fork que deu origem à altcoin mais bem sucedida do mercado blockchain.

Logo após o hacker, a rede do Ethereum votou para apagar as transações ilícitas do blockchain. Contudo, outros indivíduos não concordaram com isso, pois erros devem ter suas consequências. Como houve uma divisão e mais pessoas optaram por apagar as transações, o ETH ficou com o nome inicial do Ethereum. Enquanto o Ethereum Classic permaneceu com as transações ilícitas em sua rede.

Dificuldades enfrentadas pelo Ethereum Classic

O ETC passou por duros momentos até conseguir se levantar. Só para exemplificar, no último ano, ele sofreu três ataques de 51% (quando uma pessoa ou entidade possui mais da metade da rede e a capacidade de computação necessária para corromper um blockchain e reorganizar seus blocos para roubar dinheiro dele).

A ideia do blockchain é ser um livro razão distribuído. Ou seja, sem que haja apenas um grande controlador da rede. Sendo assim, a razão desse livro deve estar hospedada simultaneamente em vários computadores, que trabalham em conjunto para validar as transações.

Qual o impacto no preço da altcoin

Embora tenha passado por grandes dificuldades, o Ethereum Classic continua lutando e não mostra sinais de reversão, pelo menos no curto prazo. Enquanto passou por um ataque de 51%, contava com uma cotação de US$8. Um crescimento de 527.37%, desde o infortúnio, não é nada ruim.

Leia também: US$1.000.000.000 em Bitcoins foram retirados das exchanges em um dia. O que esperar?

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *