Fundos do governo do Paquistão são utilizados para minerar Bitcoin

Conforme observado no anúncio de Khyber Pakhtunkhwa (KP), uma das quatro províncias do Paquistão, o governo local irá lançar duas fazendas de mineração de Bitcoin. Ou seja, o KP se torna uma das primeiras instâncias de um governo a utilizar seus próprios recursos para obter Bitcoin.

 “O governo KP está muito à frente da curva: minerando Bitcoin diretamente!”

De acordo com Ziaullah Bangash, assessor do ministro-chefe do KP em Tecnologia da Informação, essa iniciativa veio como resultado do projeto de lei aprovado pela Assembleia da província. Além disso, a lei permite que indivíduos comuns possam emitir seus próprios criptoativos sem medo de que haja alguma reação legal contra eles.

Sem dúvida, a localização do KP é um ponto-chave para esse comportamento. A região tem um ambiente montanhoso e frio. Sendo assim, consegue favorecer a mineração do ativo digital. Além disso, o gasto de energia dessas máquinas colabora com a economia local.

Khyber Pakhtunkhwa e sua história com Bitcoin

O KP pode ser considerado um dos territórios mais favoráveis ao Bitcoin. Só para exemplificar, em 2020, a província conseguiu aprovar com o governo central do Paquistão uma resolução onde a mineração e a propriedade privada de BTC se tornou legal em todo o país.

Na última segunda-feira (11), vimos uma das primeiras fazendas de mineração privada sendo inaugurada pelo influenciador Waqar Zaka.

“Depois de anos de luta, estou lançando a maior fazenda de mineração de criptoativos em KPK, onde todos vocês podem investir e ganhar”, afirmou Zaka em um tweet.

 

Leia também: Se o XRP é um utility, qual sua utilidade?

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *