Goldman Sachs: Ethereum bate Bitcoin como reserva de valor

Goldman Sachs decidiu entrar no velho debate de Bitcoin vs Ethereum. A multinacional não escondeu sua preferência pela principal altcoin do mercado. Conforme observado no tweet de Santiago Santos, General Partner da ParaFi Capital, o banco acredita que o ETH pode superar o BTC como uma reserva de valor em breve.

A instituição financeira apontou que há diversos casos de uso no blockchain da altcoin. Afinal, o Ethereum possui o maior número de dApps e contratos inteligentes em sua rede. Além disso, ele é a plataforma líder das finanças descentralizadas (DeFi). Quem alimenta todo esse ecossistema poderoso é a moeda nativa do ETH, o ether.

“Dada a importância dos usos reais na determinação da reserva de valor, o Ether tem grandes chances de ultrapassar o Bitcoin como reserva de valor dominante. O ecossistema Ethereum oferece suporte a contratos inteligentes e fornece uma maneira de criar novos aplicativos em sua plataforma. A maioria dos aplicativos de finanças descentralizadas (DeFi) está sendo construída na rede Ethereum, e a maioria dos tokens não fungíveis (NFTs) emitidos são adquiridos usando Ether. O maior número de transações em Ether versus Bitcoin reflete esse domínio ”, apontou o relatório do banco.

Goldman Sachs também destacou a possibilidade de armazenamento de informações digitais na rede do ETH. É nessa área que os tokens podem ser emitidos em retribuições. Ou seja, um ambiente perfeito para a criação de tokens não fungíveis (NFTs).

“Ao contrário do bitcoin, o ethereum não é apenas um token de valor, o que significa que ele realmente alimenta todos os casos de uso construídos em cima do blockchain ETH,” disse Kosala Hemachandra, o executivo-chefe da MyEtherWallet.

Por que o Bitcoin ainda é visto como uma reserva de valor?

De acordo com o Goldman Sachs, o que traz suporte para essa afirmação do Bitcoin como uma reserva de valor é sua escassez (existirão apenas 21 milhões de unidades de bitcoins). Todavia, o banco acredita que apenas isso não vai sustentar o criptoativo primário nesse posto. O gigante bancário apontou que a demanda crescente do Ethereum é o que define uma verdadeira reserva de valor.

A instituição financeira acredita que esse modelo limitado do BTC pode causar uma bolha, pois os investidores estarão em uma corrida frenética para superar os outros. Todavia, o ETH, ainda segundo o banco, possui um modelo de reserva de valor centenária conhecida. Goldman Sachs enxerga o Ethereum muito parecido com o ouro que tem uma oferta ilimitada e um certo nível de taxa de crescimento anual sustentável.

Leia também: Coreia do Sul irá começar a experimentar moeda digital em breve

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *