IBM diz que BC´s lançarão moedas digitais dentro de 5 anos

 

Sob o medo de perder potencialmente o controle monetário, vários bancos centrais estão se concentrando no desenvolvimento e emissão de uma criptomoeda. De fato, de acordo com um relatório encomendado pela IBM, uma moeda digital do banco central (CBDC) pode estar pronta para uso dos consumidores nos próximos 5 anos.

IBM vê futuro sério para os CBDC

O relatório da OMFIF-IBM, intitulado “CBDs de varejo: a próxima fronteira de pagamento”, destaca os desafios que os bancos centrais estão enfrentando por causa do advento do Bitcoin e de sua tecnologia subjacente, blockchain. Esses desenvolvimentos tecnológicos estão levando os formuladores de políticas a agir.

De acordo com o relatório, os avanços na tecnologia financeira estão levando os bancos centrais a reagir aos desafios emergentes do setor privado e a enfrentar as fraquezas nos sistemas de pagamentos.

Mas não apenas os formuladores de políticas estão agonizando com os desafios impostos pelos avanços tecnológicos. Os pesquisadores também apontam que, desde a crise financeira mundial de 2008, os consumidores não confiam nas instituições financeiras. Com efeito, a desconfiança dos bancos centrais nas economias desenvolvidas está aumentando.

Como resposta a esses desafios, o relatório conclui que os bancos centrais estão considerando seriamente a introdução de uma moeda digital de varejo em cinco anos. Os pesquisadores definem a criptomoeda emitida pelo banco central da seguinte forma:

CBDC, moeda digital do banco central: um ativo digital emitido por um banco central para fins de pagamento e liquidação, em transações de varejo ou atacado. Um CBDC ‘varejo’ seria usado como uma extensão digital de caixa por todas as pessoas e empresas, enquanto um CBDC ‘atacado’ poderia ser usado apenas por instituições permitidas como um ativo de liquidação no mercado interbancário.”

O uso do dinheiro está em declínio

O relatório OMFIF-IBM também destaca que o uso de dinheiro continua em declínio, principalmente nos países em desenvolvimento. Por outro lado, o uso de criptomoedas privadas e descentralizadas continua a aumentar.

O estudo da OMFIF-IBM também constata que os custos de manipulação de caixa e dificuldades logísticas relacionadas continuam a crescer.

Consequentemente, para manter o controle dos meios de pagamentos públicos, os formuladores de políticas estão voltando seu foco para a blockchain e outras tecnologias. Nesse sentido, o relatório conclui:

73% dos participantes da pesquisa do banco central exigiriam que os CBDCs de varejo estivessem disponíveis em todas as circunstâncias e para todos os tipos de pagamentos em que o dinheiro é usado atualmente.”

A IBM e o think tank independente para bancos centrais, OMFIF, realizaram o estudo durante o primeiro semestre de 2019. O estudo incluiu contribuições de 23 principais bancos centrais.

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *