Janeiro foi o melhor mês da história do Ethereum

Apesar de o Ethereum ter conseguido alcançar sua alta histórica em janeiro, essa não foi a única conquista da principal altcoin do mercado. O criptoativo fechou o mês em US$1.313. Ou seja, bateu o recorde do maior fechamento de 2019.

No momento da escrita do artigo, o ETH está sendo negociado a US$1,380 e com uma capitalização de US$632 bilhões. Atualmente, ao lado do Bitcoin, o ativo digital soma com 75% de todo o valor do mercado de criptoativos.

Além disso, de acordo com o Money Movers, o ETH ultrapassou o BTC em valores transferidos no dia. Enquanto o criptoativo primário transferia US$9,78 bilhões, a altcoin moveu US$19,1 bilhões no mesmo período.

Sem dúvida, as exchanges centralizadas contribuíram para isso. Conforme observado pela Dune Analytics, as negociações nas DEXs aumentaram 135% nos últimos 30 dias. Como resultado, chegaram a marca de US$54 bilhões.

Por outro lado, temos a valorização da altcoin que precisa considerar o aumento do DeFi e dos fundos bloqueados no Ethereum 2.0. O DeFi Pulse apontou que há US$27 bilhões bloqueados em contratos inteligentes. Já os valores bloqueados em staking do ETH 2.0 chegam a US$3,8 bilhões, no momento da escrita do artigo.

Os grandes vencedores

De fato, não podemos deixar de mencionar o quão bom foi esse aumento para os mineradores de Ethereum. No último mês, a receita dessa categoria foi de US$800 milhões. Somente as taxas de transações foram responsáveis por 40% desse valor.

Contudo, isso pode não ser um ponto tão positivo para os próximos meses em relação às taxas da altcoin. De acordo com a Glassnode, a dificuldade de mineração do Ethereum atingiu o ponto mais alto de 4.745.167 TH. Sendo assim, os mineradores precisarão de mais recursos para realizarem seu trabalho.

 

Leia também: Índia deseja banir criptomoedas privadas

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *