Russia traça planos para confiscar criptos ligadas ao crime!

junte-se a revolução smartcash

 

Até esse momento, o governo russo parou na imposição de regulamentos para sua indústria de criptomoedas. No entanto, na sequência de atividades criminosas desenfreadas por criptografia no país, parece que as autoridades finalmente estão vendo a necessidade de intervir.

A mídia local de notícias empresariais RBC relatou que várias agências do governo foram incumbidas de desenvolver e aplicar procedimentos para apreender ativos digitais que foram vinculados ao crime.

Como observa o relatório, o governo russo está trabalhando no desenvolvimento de um meio legal de apreender ativos virtuais e apelou a agências como o Ministério da Administração Interna, o Ministério Público, o Ministério da Justiça, entre outros. Com a participação do Supremo Tribunal da Rússia, espera-se que todas essas agências desenvolvam um mecanismo de apreensão desses ativos até 31 de dezembro de 2021.

Crimes de criptomoeda

A RBC alega que o governo foi forçado a dar esse passo devido ao número crescente de crimes assistidos por criptografia, o que levou muitos a serem céticos quanto à viabilidade das moedas digitais e está causando um pouco de pânico entre os cidadãos.

Como o BeInCrypto informou anteriormente, a polícia de São Petersburgo recebeu uma carta anônima ameaçando explodir várias estações ferroviárias em todo o país se as demandas de 50 BTC (no valor de US$ 460.000 no momento que foi feito esse artigo) não fossem atendidas. Embora exista uma possibilidade de ser uma farsa, a polícia está em alerta desde então, verificando e vigiando as ferrovias regularmente.

No mês passado, Denis Baykov, um trabalhador de uma instalação de ogivas nucleares na cidade de Sarov, no oeste do país, foi multado em US$ 7.000 depois que ele e dois cúmplices foram encontrados tentando minerar Bitcoin com o uso do supercomputador da instalação. A fábrica foi registrada como segredo de estado e os homens foram acusados, de ter exposto sua segurança conectando o computador à Internet.

Dadas todas essas ocorrências criminais, o Kremlin espera poder regular e controlar a propagação de crimes facilmente. No entanto, como informou a RBC, existem algumas dificuldades técnicas em fazer isso também.

Confisco não será fácil

Falando ao meio de notícias, Konstantin Golikov, co-proprietário e executivo-chefe da plataforma de negócios e comunidade DailyRich, explicou que, para que esses confiscos funcionem, o sistema jurídico russo precisará reconhecer ativos criptográficos como mercadorias ou um equivalente a dinheiro. Ele acrescentou:

Se as agências policiais começarem a discutir o confisco da criptomoeda, na verdade, eles estão lançando um mecanismo para legalizar a criptomoeda no território da Rússia. Mas, na minha opinião, o Banco da Rússia resistirá seriamente a isso.”

Depois, há a questão de colocar as mãos nos próprios ativos. As criptomoedas geralmente são mantidas em carteiras e, sem chaves privadas, as agências governamentais não poderão teoricamente apreendê-las.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *