Saiba que motivou a grande queda do bitcoin nesta segunda-feira

O bitcoin passou por uma severa queda nas últimas 24 horas. Como resultado, voltou a ser negociado abaixo de US$24.000, atingindo níveis mais baixos desde o final de 2020.

Além disso, apenas nos últimos sete meses, o BTC já viu seu preço de mercado cair mais de 60%. 

Nesse cenário, cerca de US$200 bilhões foram eliminados do mercado de criptomoedas, levando a capitalização total dos ativos blockchain para baixo de US$1 trilhão nesta segunda-feira (13).   

Piorando ainda mais a vida dos investidores está a plataforma de empréstimos de criptomoedas Celsius apontando que seus clientes  estariam temporariamente impossibilitados de retirar fundos da plataforma.

“Devido às condições extremas do mercado, hoje estamos anunciando que a Celsius está pausando todos os saques, swaps e transferências entre contas”, disse a empresa.

O impacto da dominância dos ursos

Sem dúvidas, o crash do mercado trouxe efeitos negativos, principalmente para novos entrantes e países que investiram na criptomoeda nos últimos sete meses. 

El Salvador, por exemplo, em sua última compra, fez uma aquisição de 500 bitcoins a um preço médio de aproximadamente US$30.744.

Ou seja, o país está vendo o investimento valer cerca de menos de um quarto desde a compra de maio. 

“São mais de US$3 milhões pelo ralo apenas nessa última rodada de compras, em um país onde 1 em cada 4 vive abaixo da linha da pobreza”, escreveu a colunista do Financial Times Jemima Kelly.

É importante apontar que nesse cenário a culpa não é do bitcoin, mas sim da falta de gerência de risco do grande investimento em um ativo tão volátil.

Além disso, deixar de mencionar o quanto o bitcoin cresceu nos últimos anos e que quedas são naturais de mercados novos, é esconder informações de leitores, principalmente os que necessitam de uma visão ampla e verdadeira sobre os recursos alocados do país. 

Bitcoin está a beira de um colapso

De acordo com o Yahoo Finance, o bitcoin pode estar próximo de um colapso e um ‘inverno cripto’ pode estar se aproximando. Isso porque o BTC entrou na semana um pouco dependente do mercado de ações. 

Até aí, nenhuma novidade. 

Rich Blake, consultor financeiro em Uphold, disse ao The Independent que o relatório do Índice de Preços ao Consumidor dos EUA (CPI) caiu na sexta-feira e seu resultado final não era o que ninguém queria ouvir.

“Os economistas esperavam que o IPC subisse 8,3% ano a ano, mas o nível de inflação total chegou a 8,6%. Wall Street estava procurando por um sinal de que a inflação pode ter atingido o pico. Assim como o Federal Reserve”.

Conforme observado por Blake, minutos antes do relatório do CPI de sexta-feira, o Bitcoin estava lutando para ficar acima de US$30.000. 

“Horas antes, estava abaixo de US$29.000 e parecia estar à beira de um colapso. Um perigo iminente de um ‘inverno cripto’ agora está na balança”.

Binance também está provocando o mercado

A principal exchange de criptomoedas bloqueou saques de bitcoin na rede BTC em meio a esse mar de incertezas. 

Segundo a plataforma de negociação de ativos blockchain, uma transação travada trouxe atraso nos sistemas da empresa que não era capaz de atender às solicitações de seus clientes. 

Changpeng Zhao, CEO da Binance, garantiu que os fundos das pessoas estavam seguros.

Investidores estão comprando na baixa?

Um dos motivos dessa queda dos ativos blockchain é a pressão do Federal Reserve, aumentando as taxas de juros para combater a inflação nos últimos meses. A  inflação dos EUA está atingindo uma alta de 40 anos, espantando investidores do mercado de risco. 

“Como os investidores parecem ter entrado em pânico, o número de liquidações de criptomoedas está alto desde sexta-feira. Bitcoin e Ethereum despencaram até 7% cada e atualmente estão sendo negociados em seu menor valor em US$25.000 e US$1.300. A tendência de baixa provavelmente pode continuar nos próximos dias”.

Leia também: Analista faz previsão para Solana e mais três altcoins

Kamoney
A forma mais prática de utilizar suas criptomoedas no dia a dia. Acesse agora https://www.kamoney.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *